sábado 24 Jun 2017

Para tirar o melhor proveito

Rumo à liderança em queijo, a BRF se associa à irlandesa Carbery para agregar valor ao soro de leite

revistabrf_edicao97_lacteos_brf_carbery

A sociedade com o grupo irlandês Carbery, anunciada em novembro, vai tornar mais rentável o crescimento da BRF no mercado de queijos, área em que avança rumo à liderança, especialmente com a marca Sadia. A parceria meio a meio firmada com a empresa irlandesa, para o investimento de US$ 50 milhões na construção de uma fábrica no Brasil, permitirá um uso mais nobre para o soro do leite, um subproduto da produção queijeira. Com tecnologia da Carbery, ele será transformado em ingredientes nutricionais que servirão como base de produtos para alimentação infantil e de esportistas, entre outros consumidores. Para a BRF, isso significará também aumentar a linha de produtos de alto valor agregado. Para a Carbery, será uma forma de expandir a atuação num mercado promissor. “A joint venture com uma das principais empresas de alimentos do Brasil reforça nossa presença no negócio agroalimentar na América do Sul”, afirma Dan MacSweeney, principal executivo do grupo Carbery. José Antonio Fay, presidente da BRF, destaca as sinergias entre as empresas.
“A parceria com a Carbery nos deixa muito satisfeitos”, diz Fay. “Eles são famosos por seu serviço e capacidade tecnológica, oferecendo inovação e qualidade de classe mundial.”

José Antonio Fay, presidente da BRF, e Dan McSweeney, presidente da Carbery

A Carbery se destaca por ter feito investimentos em pesquisas que propiciaram o desenvolvimento de uma gama de nutrientes derivados do soro de leite que hoje são fornecidos a muitas empresas no mundo. Marcas líderes em alimentos para bebês, nutrição de desempenho, iogurtes e panificação utilizam proteínas Carbery. A empresa fatura € 257 milhões por ano. A BRF é a segunda maior captadora brasileira de leite. Com 14 unidades de beneficiamento de lácteos no Brasil e uma na Argentina, processa 1,6 bilhão de litros de leite por ano. Seu portfólio inclui queijo, leite UHT e produtos lácteos, comercializados sob as marcas Batavo e Elegê.

Comentários estão fechados.

Slider by webdesign