Para reforçar a colaboração

O Observatório de Tecnologia, ferramenta de troca interna de conhecimento e estímulo à inovação, está sendo ampliado

revista_brf_ed98_tecnologia_destaque

Com corpo técnico de especialistas em várias áreas, a BRF tem grande potencial interno de geração de conhecimento. O Observatório deTecnologia, um portal de colaboração entre os cérebros da empresa, acessível na intranet, busca tirar proveito desse potencial. Em meados do ano, quando for completada a integração entre as redes de TI da BRF, o alcance do Observatório será ampliado. Hoje, o OT conta com aproximadamente 1.700 usuários da rede Sadia nas áreas de pesquisa agropecuária, produção, qualidade, engenharia, pesquisa e desenvolvimento de produtos e embalagens, alocados em diversas unidades dentro e fora do país.

Os participantes discutem temas, compartilham informações, formam comunidades e apresentam propostas de estudos de tecnologias. “O OT coleta e dissemina conhecimentos técnicos e dá suporte à gestão dos projetos de inovação tecnológica”, diz Priscila de Matos Rezende, engenheira de alimentos que trabalha como especialista em Gestão de Inovação no BRF Innovation Center.
“Assim, ajuda a aumentar a nossa competitividade tecnológica para gerar valor para a empresa.” Nos últimos três anos, o OT registrou 357 propostas de inovação. Desse acervo, 30 estudos foram concluídos e estão em fase de implantação ou já foram implantados. As propostas são depositadas no Banco de Inovações do OT. No aspecto da gestão do conhecimento, há resultados como a postagem de 197 boas práticas e 2.050 respostas a perguntas técnicas.

Desde 2009, foram postadas 357 ideias de inovação tecnológica

O Observatório foi concebido no fim de 2006. Ao longo de 2007 e 2008, foi implantado com a utilização do Sharepoint, um software colaborativo da Microsoft que possui funcionalidades como fórum, blogs, bibliotecas, wikis, My site entre outras que, customizadas, podem ser excelentes ferramentas para geração, captura e disseminação do conhecimento. Com o avanço das tecnologias colaborativas, o OT precisa passar por uma atualização da versão do software para melhoria da usabilidade e também ganhar capacidade que permita conectar e trocar conhecimento por todo o corpo técnico da BRF – um projeto que está em fase de aprovação.

Comentários estão fechados.

Slider by webdesign