Leandro Guilheiro pronto para Londres

Patrocinado pela Sadia, o judoca número 1 do mundo fala dos preparativos para os Jogos Olímpicos

leandro_ribeiro_revistabrfonline_ed94

Aos 28 anos, o paulista Leandro Guilheiro é o judoca número 1 no ranking mundial na categoria até 81 quilos. Tem duas medalhas de bronze olímpicas (Atenas 2004 e Pequim 2008) e dois pódios em mundiais de judô.

Foi campeão nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara em 2011 e levou prata no Pan-Americano do Rio em 2007. Em julho, disputará os Jogos Olímpicos de Londres 2012.

“Para sagrar-se campeão, o atleta deve vencer cinco combates no mesmo dia. Qualquer derrota tira a possibilidade de brigar pelo ouro”, diz. “Judô é um esporte imprevisível e tudo se resolve em uma fração de segundo.”

Revista BRF: Você treina desde os 5 anos de idade. Como o judô entrou na sua vida?
Leandro Guilheiro: Iniciei o judô por acaso, na escola. Minha dedicação ao esporte começou nos primeiros passos em um tatame. Por algum motivo, acreditava que deveria me esforçar para ser o melhor.

O próximo desafio são os Jogos Olímpicos de Londres 2012. Tudo pronto?
Viajo dia 16 de julho e até lá os treinos serão muito intensos. A ideia agora é adquirir resistência física e mental. Para isso, cada sessão de treino é feita de uma forma que eu quase atinja o estado de exaustão.

Como é a rotina de um atleta olímpico?
São duas sessões de treinos por dia. Nos intervalos, faço alongamento e alguns estudos técnicos e táticos. Como é um treinamento bem puxado, procuro descansar quando há chance. Meu lazer envolve atividades bem tranquilas, como ler, ir à praia ou
ver um filme.

E a alimentação?
Não tenho problemas com a balança, então acabo não tendo muitas restrições. Mesmo assim, procuro evitar alimentos gordurosos e refrigerantes. Mas, claro, de vez em quando tem espaço para comer um docinho!

Passou por alguma situação inusitada durante um campeonato?
Na seletiva classificatória para o Campeonato Mundial Júnior, perdi uma luta. Pensei que estava eliminado. Quando eu já estava do lado de fora do ginásio, o técnico ligou para a minha mãe e disse que eu ainda estava na competição. Voltei e venci a seletiva e o Mundial.

Uma mensagem para quem deseja ser atleta profissional ou amador.
Estipule metas, seja disciplinado e planeje o seu caminho de forma cuidadosa. Atingir nossos objetivos nos dá confiança para voos maiores.

Qual a importância de ser patrocinado pela marca Sadia?
Sinto-me lisonjeado por ter a Sadia associada ao meu nome. Isso porque ela é uma marca que está presente no dia a dia dos brasileiros, inclusive no meu, e que é parceira do esporte  brasileiro.

Comentários estão fechados.

Slider by webdesign