domingo 23 Abr 2017

BRF é a Melhor do Ano do Agronegócio

MELHORES E MAIORES da revista EXAME premia BRF e destaca posição financeira sólida, liderança em vários segmentos, estruturas de logística e de distribuição eficientes, uma produção integrada que permite o controle de custos desde a criação dos animais até a chegada do produto aos supermercados e a elevação da nota da dívida para grau de investimento pelas três principais agências de classificação de riscos – Moody’s, Standard &Poor’s e Fitch

Capa3

Na avaliação de analistas, “a BRF tem todas as condições de crescer mesmo com o aumento da concorrência. Nos meses de março e abril as três principais agências de classificação de riscos – Moody’s, Standard &Poor’s e Fitch– elevaram a nota da dívida da BRF para grau de investimento, patamar atribuído a empresas estáveis e seguras. Para o trio de agências, a BRF tem a seu favor um pacote de vantagens: posição financeira sólida, liderança em vários segmentos, estruturas de logística e de distribuição eficientes, além de uma produção integrada que permite o controle de custos desde a criação dos animais até a chegada do produto aos supermercados”.

Com seu poder de fogo no mercado internacional e exportações crescentes para a América Latina, África, Oriente Médio e Russia, a BRF tem participação relevante na balança comercial. “De janeiro a maio de 2012, a empresa exportou mais de 2 bilhões de dólares. O resultado a colocou como a maior exportadora de proteínas e a quarta no ranking geral, atrás de Petrobras, Vale e Bunge”. “Hoje, entre as empresas de proteína, a BRF é a que tem o maior potencial de expansão nos mercados interno e externo”, diz Renato Prado, analista da Fator Corretora.

Leia matéria completa na Edição Especial EXAME Melhores e Maiores 2012
 

Comentários estão fechados.

Slider by webdesign